Gênesis 22:7- A Fé Inabalável de Abraão e o Sacrifício de Isaque

Published On: 26 de outubro de 2019Categories: Estudo Bíblico

Logo no inicio do Antigo Testamento, mais precisamente em Gênesis 22, encontra-se uma das histórias mais profundas e marcantes da Bíblia: o relato do sacrifício de Isaque. Este episódio não apenas revela as complexidades da fé e da obediência, mas também nos instiga a refletir sobre nossos próprios valores e compromissos.

A narrativa tem início quando Deus pede a Abraão, conhecido como o pai da fé, um sacrifício aparentemente incompreensível: oferecer seu único filho legítimo, Isaque, o filho da promessa, como holocausto. Abraão, mesmo diante da dor e confusão, decide obedecer, demonstrando uma fé inabalável e uma devoção profundamente sincera a Deus.

Este evento marcante, repleto de drama e tensão, vai além de uma simples história. É uma jornada emocional que explora os limites da fé e da obediência, questionando o verdadeiro significado de acreditar e confiar em Deus. Ele nos recorda que, por vezes, a fé requer que nos apeguemos a Deus, mesmo quando não compreendemos Seu plano ou propósito.

Ao analisarmos o sacrifício de Isaque, adentraremos nas profundezas da fé de Abraão, examinaremos a importância desse acontecimento na história bíblica e refletiremos sobre as lições que podemos extrair para a nossa própria jornada de fé. Esteja preparado para uma jornada emocionante e transformadora por meio de uma das narrativas mais impactantes da Bíblia.

Quando Deus solicitou o sacrifício de Isaque, Ele revelou-nos as Suas formas únicas de agir. Embora possamos não compreender os desígnios de Deus, Ele sempre nos honra quando demonstramos fé e confiança total, recompensando-nos generosamente no futuro.

Quem foi Isaque? De acordo com a Bíblia, Isaque era o filho da promessa feita a Abraão em Gênesis 18:9-10 – “Então lhe perguntaram: Onde está Sara, tua esposa? Ele respondeu: Está na tenda. Então o Senhor disse: Certamente voltarei a você na próxima primavera, e Sara, sua esposa, terá um filho.” Sara estava ouvindo à porta da tenda, que estava atrás dele.

Sara riu, pois, tanto ela quanto Abraão eram idosos e haviam ultrapassado a idade de ter filhos; já havia cessado os costumes.. Ela se questionou sobre isso, considerando sua idade avançada.

Gênesis 18:12 Terei ainda deleite depois de haver envelhecido, sendo também o meu senhor já velho?

Inicialmente, Sara não conseguia acreditar na promessa feita ao casal de idosos naquele momento.

Gênesis 18:13,14 E disse o Senhor a Abraão: Por que se riu Sara, dizendo: Na verdade darei eu à luz ainda, havendo já envelhecido? Haveria coisa alguma difícil ao Senhor? Ao tempo determinado tornarei a ti por este tempo da vida, e Sara terá um filho.

Aos olhos humanos, Deus realiza feitos inexplicáveis. Ao testemunharmos Sara concebendo Isaque aos 90 anos, percebemos que nada é impossível para Deus. O nome Isaque, que significa “ele sorri” ou “ele ri”, surge devido ao riso de Sara. Mais tarde, Deus cumpre Sua promessa ao conceder a Abraão e Sara o filho prometido, exatamente como havia sido prometido.

O tempo da promessa!

Eclesiastes 3:1 Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.

O livro de Eclesiastes destaca a importância do tempo para todas as coisas. Ensina-nos que nada escapa ao controle divino. Toda promessa tem o seu momento para se concretizar.

Talvez você se identifique com Abraão e Sara, questionando como as promessas divinas se cumprirão após tanto tempo. Saiba que Deus está agindo em sua vida hoje, garantindo que as promessas feitas a você nunca serão esquecidas.

Assim como aconteceu na vida de Abraão e Sara, também acontecerá na tua vida – você verá a promessa se realizar. O filho prometido nasceu e podemos imaginar a imensa felicidade que Sara e Abraão sentiram ao segurar Isaque nos braços. Isaque foi o único filho de Abraão com Sara, e a Bíblia destaca o profundo amor de Abraão por ele.

Em seguida, Deus “solicita a promessa” de volta ao pedir a Abraão que faça um sacrifício. No entanto, desta vez, não era um sacrifício com o qual Abraão estava familiarizado, já que Deus pedia Isaque como oferta.

Gênesis 22:2 E disse: Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi.

Moriá significa “ordenado/considerado por Deus”. Pense no estado do coração de Abraão naquele instante, pois os preparativos para o momento do sacrifício estavam começando agora.

Na manhã seguinte ao pedido de Deus, Abraão se levanta de madrugada e prepara o seu jumento, leva dois dos seus servos e Isaque, seu filho. A lenha para o holocausto estava preparada, então Abraão se dirige ao lugar que Deus lhe havia indicado.

Três dias de viagem até avistarem o local do sacrifício, imaginem o que passava, pela cabeça de Abraão, como estava o coração de Abraão diante daquele pedido de Deus.

Gênesis 22:4 No terceiro dia, Abraão ergueu os olhos e viu o lugar de longe.

Essa passagem bíblica nos mostra que apenas aqueles com a mesma intimidade de fé que você sobem para o sacrifício. Às vezes, as pessoas ao nosso redor podem não ter a mesma compreensão dos planos de Deus como você, ou talvez ainda não estejam preparadas.

Gênesis 22:5 Então disse aos servos: — Esperem aqui com o jumento. Eu e o rapaz iremos até lá e, depois de termos adorado, voltaremos para junto de vocês.

Abraão nos ensina a levar somente aqueles que compartilham da mesma visão sobrenatural que nós para o sacrifício. Aqueles que conseguem compreender as coisas incompreensíveis de Deus. Os moços não entendiam o que somente Deus e Abraão sabiam.

Depois de avistar o monte Moriá, Abraão pede aos seus moços que o esperem ali com o jumento. Ele estava confiante de que Deus faria algo acontecer, conforme expressou. “Eu e o rapaz iremos até lá e, depois de termos adorado, voltaremos.” Observe que está no plural, quando Abraão disse “voltaremos”, ele indicava que ele e o menino iriam adorar juntos e retornariam, pois Deus cumpre Sua palavra.

Números 23:19 Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?

Jeremias 1:12 Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para cumpri-la.

Agora, no decorrer desse percurso, Isaque percebe que eles levaram tudo, ou quase tudo, pois faltava apenas um item.

Lenha: Essencial no ambiente da igreja e em nossas vidas, pois é um combustível que gera brasas, garantindo que, quando unida, não deixará o próximo elemento, o fogo, se apagar.

Fogo: Vital em nossas vidas para manter nossas lamparinas acesas e nos aquecer na presença de Deus.

Faca: Deve estar pronta para cortar as raízes do pecado.

Isaque percebeu que tinham tudo, exceto um detalhe crucial – a presença do cordeiro. Sua pergunta revela a compreensão dos rituais de sacrifício de Abraão, levando a fé de Abraão a um patamar extremo.

Ambos caminham em silêncio. Isaque decide romper o silêncio com uma pergunta que toca o coração de Abraão.

Gênesis 22:7 — Isaque rompeu o silêncio e disse a Abraão, seu pai: — Meu pai! Abraão respondeu: — Eis-me aqui, meu filho! Isaque perguntou: — Eis aqui o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto?

Onde está o cordeiro para o holocausto? A bíblia nos proíbe de acrescentar, mas nos permite refletir. Naquele instante, Abraão deve ter levantado os olhos para o céu e, com sua fé em Deus como guia, encontrou coragem para responder com sua fé no nível mais profundo.

Gênesis 22:8 E disse Abraão: Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto, meu filho. Assim caminharam ambos juntos.

Abraão e Isaque chegam ao local indicado por Deus, conforme descrito na Bíblia. Abraão construiu um altar e organizou a lenha. O ponto crucial ocorre quando ele amarra seu filho Isaque, o filho prometido, e o coloca sobre o altar em cima da lenha.

Na jornada da fé, haverá momentos em que precisamos nos sacrificar.

Mas lembre-se, o sacrifício nem sempre significa abrir mão apenas de algo que amamos. Às vezes, sacrificamos o nosso conforto em prol de ajudar o próximo, ou abrimos mão de nossos desejos imediatos em busca de um objetivo maior.

Isaque, em momento algum, se recusa a ser o sacrifício. Isaque nos ensina que Deus exigirá que venhamos a nos sacrificar para oferecermos o que temos de melhor, mesmo que isso custe nossa própria vida.

Abraão estende sua mão, e toma o cutelo para sacrificar Isaque, e nesse momento o anjo do Senhor bradou e disse:

Gênesis 22:11-13 — Abraão, Abraão! E ele disse: Eis-me aqui. Então disse: Não estendas a tua mão sobre o moço, e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus, e não me negaste o teu filho, o teu único filho. Então levantou Abraão os seus olhos e olhou; e eis um carneiro detrás dele, travado pelos seus chifres, num mato; e foi Abraão, e tomou o carneiro, e ofereceu-o em holocausto, em lugar de seu filho.

Deus forneceu um cordeiro, e Abraão o ofereceu como holocausto em vez de seu filho. Abraão não matou Isaque fisicamente, mas o sacrificou em seu coração. Ele nos ensina a importância de amar, cuidar e proteger, ao mesmo tempo em que destaca que nada deve ocupar o lugar de Deus em nossas vidas.

Abraão nos ensina que, se necessário, devemos saber ganhar, mas também devolver para Deus. Devolver nunca será fácil, mas Deus tem seus propósitos. Por não negar seu único filho a Deus, Abraão é grandemente abençoado por Deus.

Gênesis 22:17-19 — Que deveras te abençoarei, e grandissimamente multiplicarei a tua descendência como as estrelas dos céus, e como a areia que está na praia do mar; e a tua descendência possuirá a porta dos seus inimigos; E em tua descendência serão benditas todas as nações da terra; porquanto obedeceste à minha voz. Então Abraão tornou aos seus moços, e levantaram-se, foram juntos para Berseba; e Abraão habitou em Berseba.

Nunca devemos recusar algo a Deus, pois frequentemente somos testados com o que temos de mais valioso. Assim como Abraão, devemos confiar que se Deus pediu, Ele proverá; se Ele prometeu, Ele cumprirá. E se Ele pedir de volta, lembre-se de que o Senhor está testando apenas a tua fé e a tua fidelidade.

Vamos espalhar a mensagem de fé para aqueles que ainda não encontraram Deus.

Se este conteúdo foi inspirador para você, pedimos apenas duas coisas:

  • Deixe um comentário para fortalecer a nossa fé.
  • Compartilhe nas redes sociais para que mais pessoas possam sentir o poder de Deus em suas vidas.

Share this article

Written by : Veredas Do Ide

Leave A Comment

Follow us
Latest articles