Isaías 55:8 – Até onde Deus nos leva e por quê?

Published On: 22 de julho de 2020Categories: Estudo Bíblico

Deus é capaz de mover céus e terra em favor do seu povo, em favor daqueles que o buscam e o amam.  Muitas vezes no decorrer da caminhada cristã, para chegarmos aos objetivos de Deus é necessário que venhamos passar por alguns processos, pois esses processos nos farão crescer na fé, experiência e nos fará íntimos de Deus.

Devemos compreender que os caminhos de Deus, bem como seus pensamentos são infinitamente diferentes dos nossos. Muitas vezes Deus nos levará por caminhos diferentes para que possamos alcançar os seus propósitos.

Isaías 55:8 – Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor.

Deus nos leva ao Deserto:

Êxodo 14:13,14 – Moisés, porém, disse ao povo: Não temais; estais quietos, e vede o livramento do Senhor, que hoje vos fará; porque aos egípcios, que hoje vistes, nunca mais os tornareis a ver. O Senhor pelejará por vós, e vós vos calareis.

No processo da libertação dos israelitas, entendemos que Deus nos leva ao deserto para aperfeiçoar a nossa fé e obediência a sua palavra. Hebreus 11:6 Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam. Deus queria que os israelitas confiassem inteiramente no seu poder e na sua proteção.  

Deus nos leva ao deserto para nos ensinar que não devemos temer quem pode nos fazer mal, pois o nosso Ele é infinitamente maior para conceder livramento ao seu povo.

Deus nos leva ao deserto para nos tornarmos firmes e constantes em sua presença, não podemos ter uma fé oscilante diante de Deus, mas sim devemos ter uma fé que seja constante.

1 Coríntios 15:58 – Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.

Deus nos leva ao deserto para que possamos compreender que, não somos nós que pelejamos as nossas guerras, pois quem peleja nossas guerras é Deus e por isso somos mais do que vencedores.

Deus nos leva ao Jordão!

2 Reis 5:10 Eliseu lhe mandou um mensageiro, dizendo: — Vá e lave-se sete vezes no Jordão, e a sua carne será restaurada, e você ficará limpo.

Existem momentos na vida cristã em que seremos convidados a mergulhar no rio Jordão, pois muitas vezes somos iguais a Naamã, não doente fisicamente, mas carregando algo infinitamente pior do que a lepra, que é o eu, ego elevado, soberba e etc. Naamã achava que tudo deveria ser feito conforme a sua vontade, no seu tempo e do seu jeito. Na caminhada da Fé muita das vezes nos comportamos ou nos deparamos com pessoas assim.

Por esse motivo Deus nos leva a mergulharmos no rio Jordão, pois o Rio Jordão significa aquele que desce, ou seja, o rio que desce.  Necessário é que venhamos nos humilhar perante Deus, entendendo que tudo acontece  mediante a sua vontade e seu divino querer.

Deus nos leva ao rio que desce para gerar em nossos corações quebrantamento, acabar com o nosso eu e por fim nos fazer reconhecer sua grandeza e misericórdia para conosco. Naamã acreditava que precisava apenas ser curado de sua lepra, mas Deus queria tratar além da enfermidade de Naamã, pois Deus queria  tratar o íntimo de Naamã  gerando nele quebrantamento e humildade. Todas as vezes que somos convidados a mergulhar  no rio que desce,  somos levados ao quebrantamento e transformação de vida,  por  este motivo, mergulhe nos rios do espírito.

Deus nos leva a casa do oleiro 

Jeremias 18:4 – Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer.

 Somos levados a casa do oleiro, pois quando estamos nas mãos de Deus, nós mesmos nos quebramos e nos tornamos vasos novos conforme a vontade e o querer de Deus. Somos levados a casa do oleiro para sermos moldados e aperfeiçoados, para assim nos tornamos e vasos cheios da presença de Deus.

 Deus nos leva diante das tempestades

Em um dado momento  o Senhor Jesus, liberou uma palavra  dizendo: “passamos para o outro lado do lago”. E repentinamente se levantou uma tão grande tempestade que as águas já estavam a entrar naquele barquinho.  Deus está nos ensinando que ele sempre estará no nosso barco, ou seja, Deus sempre estará caminhando lado a lado conosco, .

Na corrida da fé vão existir momentos em que Deus estará conosco lado a lado,  mas também vão existir momentos, em que Ele ficará ao longe a nos observar,  estaremos muitas vezes caminhando pelo deserto, mergulhando no Jordão, visitando a casa do oleiro  e muitas tempestades também enfrentaremos.  

O interessante é que em todos esses cenários, muitas vezes Deus estará conosco lado a lado, mas também muitas vezes experimentaremos o silêncio de Deus. Muitas vezes iremos dar os nossos passos e nos sentiremos só, mas Deus estará conosco para nos observar.

Assim como um pai acompanha os primeiros passos de seu filho, da mesma forma também é Deus em nossas vidas. Existirão momentos em que Deus permitirá que venhamos caminhar de mãos dadas, mas teremos momentos em que teremos de caminhar, com Ele apenas em silêncio,  pois ele deseja gerar em nossas vidas a experiência e uma fé inabalável.

Todas as vezes que caminhamos e tropeçamos, mas reconhecemos os nossos erros e pedimos a Deus forças para continuar, assim como um pai, Deus também segura em nossas mãos e diz:

Isaías 41:10 – Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça.

Entendemos que para tudo Deus tem um propósito, se estamos enfrentando desertos, Jordão, tempestades, olarias, bonança ou escassez. Em tudo Deus tem um propósito.

Romanos 8:28 – E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.

Jó ensina que devemos receber os propósitos de Deus, mesmo que estejamos sofrendo. Devemos receber os propósitos de Deus para nossas vidas, pois se ele permitiu é porque somos capazes de vencer.

Jó 2:10 – Porém ele lhe disse: Como fala qualquer doida, falas tu; receberemos o bem de Deus, e não receberíamos o mal? Em tudo isto não pecou Jó com os seus lábios.

Davi antes de enfrentar o gigante Golias, primeiro lá no campo lutou com o urso e o leão, e isso gerou em Davi experiência e coragem para enfrentar o gigante filisteu.

As batalhas que enfrentamos ontem, foram apenas treinamento para alcançarmos nossa vitória hoje.

Não desista, passe pelo deserto, mergulhe no mais profundo rio de Deus, e enfrente as tempestades, pois além da tempestade existe um Deus que fará dias melhores raiar sobre sua vida.

Clique no botão ao lado e compartilhe essa mensagem com mais pessoas!

Seja nosso seguidor no twitter

Share this article

Written by : Veredas Do Ide

Leave A Comment

Follow us
Latest articles