Rute 2: Não colhas espigas noutro campo; e de modo algum passes daqui

Published On: 30 de outubro de 2023Categories: Estudo Bíblico

O livro de Rute é um dos tesouros da Bíblia que nos revela a graça e a fidelidade de Deus de maneira singular. A narrativa de Rute 2 é um capítulo que resplandece com a beleza da provisão divina no contexto de uma história humana cheia de desafios. Neste estudo bíblico, exploraremos Rute 2 em detalhes, destacando as lições espirituais profundas que podem ser extraídas desse capítulo. Vamos examinar a graça de Deus, a generosidade de Boaz, a coragem de Rute e as implicações para a nossa vida.

O Cenário do Campo de Boaz

Rute 2 nos introduz a um novo cenário: o campo de Boaz. Neste ponto da história, Rute, uma viúva moabita, decidiu seguir sua sogra Noemi a Belém. Elas estavam enfrentando dificuldades financeiras e Rute optou por colher espigas nos campos para sustentar a si mesma e a Noemi. Esta escolha a levou ao campo de Boaz, um parente de Noemi e um homem de destaque em Belém. Embora Rute não soubesse, esta decisão mudaria sua vida de forma profunda.

O campo de Boaz representa a provisão de Deus em tempos difíceis. O livro de Rute nos mostra que Deus frequentemente nos guia para lugares e pessoas que desempenharão papéis cruciais em nossa jornada. Mesmo que Rute tenha ido colher espigas para se alimentar, Deus estava direcionando-a para um encontro que abençoaria grandemente sua vida. Muitas vezes, encontramos bênçãos onde menos esperamos, e a graça divina é revelada mesmo em meio às nossas tarefas diárias.

A Generosidade de Boaz: Um Retrato da Graça Divina

Boaz, o dono do campo, é uma figura notável neste capítulo. Ele demonstra generosidade extraordinária ao deparar-se com Rute, uma estrangeira que estava colhendo espigas. Boaz instruiu seus servos a permitirem que Rute colhesse entre as espigas, e não a repreendeu por estar colhendo sem autorização. Em vez disso, ele a abençoou e a encorajou:

“Não colhas espigas noutro campo; e de modo algum passes daqui; e também não faças mal a esta.” (Rute 2:16)

A atitude de Boaz nos lembra da graça divina que recebemos de Deus. Mesmo quando somos estrangeiros espirituais, longe de Deus, Ele nos oferece graça, acolhimento e bênçãos. Boaz foi um canal da graça de Deus para Rute, e isso nos recorda que Deus frequentemente usa pessoas para expressar Sua graça em nossas vidas.

Embora a graça de Deus seja um dom gratuito e imerecido, também é importante observar que Rute estava trabalhando duro colhendo espigas no campo de Boaz. A graça de Deus frequentemente se manifesta em nosso esforço conjunto com Sua provisão sobrenatural. No entanto, não podemos esquecer que, mesmo enquanto trabalhamos, a graça de Deus é o que nos sustenta.

Rute: Um Exemplo de Coragem e Humildade

Rute, a protagonista deste livro, é uma figura notável de coragem e humildade. Ela escolheu seguir Noemi, sua sogra, mesmo depois de perder o marido. Sua lealdade e amor por Noemi são evidentes quando ela declara:

“Não me instes para que te deixe e me obrigue a não seguir-te; porque aonde quer que tu fores, irei eu e, onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus.” (Rute 1:16)

Essa declaração de Rute é um testemunho de seu caráter e compromisso com sua sogra e sua fé. Ela não apenas expressa sua disposição de ficar ao lado de Noemi, mas também de adotar a fé no Deus de Israel.

Rute também demonstra humildade à colher espigas no campo de Boaz. Ela não se considera digna de favores especiais e aceita seu papel humilde como alguém que busca a provisão de Deus de forma honesta e diligente. Sua humildade a coloca em uma posição onde a graça de Deus pode fluir abundantemente em sua vida.

Embora a vida de Rute tenha sido marcada por tragédias e desafios, sua coragem e humildade a conduziram a um lugar de bênçãos inesperadas e a uma história que impactaria gerações futuras.

Lições Práticas de Rute 2 para Nossas Vidas

O capítulo 2 de Rute nos oferece inúmeras lições práticas que podem transformar nossas vidas:

  1. A graça de Deus é abundante: Assim como Rute experimentou a graça de Deus no campo de Boaz, também podemos experimentar a graça divina em nossa jornada. Mesmo em meio às dificuldades, Deus sempre tem um plano de provisão e bênçãos para Seus filhos.
  2. Generosidade gera generosidade: A generosidade de Boaz para com Rute inspirou sua generosidade para com Noemi. Isso nos lembra que nossas ações de bondade e generosidade têm o potencial de desencadear uma reação em cadeia de bênçãos.
  3. Coragem e humildade são virtudes poderosas: A coragem de Rute em enfrentar desafios e sua humildade ao colher espigas são virtudes que Deus valoriza. Essas qualidades podem nos conduzir a lugares de bênção e impacto.
  4. A obediência atrai a atenção de Deus: A obediência de Rute em seguir as orientações de Noemi a levou ao campo de Boaz, onde sua vida mudaria para sempre. A obediência a Deus muitas vezes nos direciona para as bênçãos que Ele tem preparadas para nós.
  5. Deus usa pessoas comuns para realizar Seus planos extraordinários: Rute era uma mulher comum, mas Deus a usou de maneira extraordinária na linhagem de Jesus Cristo. Isso nos lembra que Deus frequentemente escolhe pessoas comuns para cumprir Seus propósitos extraordinários.

A Ceifa e a Colheita da Graça Divina

O capítulo de Rute 2, a cena se desenrola durante a época da colheita. Os campos estão prontos para a ceifa, e a atividade agrícola está no auge. Esse cenário tem significado simbólico e espiritual que vai além da simples agricultura.

Assim como a colheita representa o resultado do trabalho árduo dos agricultores, também podemos aplicar essa metáfora à nossa vida espiritual. Rute colheu espigas com zelo e humildade, e essa colheita representou a bênção de Deus em sua vida. Da mesma forma, quando semeamos boas ações, colhemos a graça de Deus em nossas vidas.

O Novo Testamento nos lembra dessa verdade espiritual:

“Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará.” (Gálatas 6:7, ACF)

Nossas ações e atitudes, assim como a colheita de Rute, têm consequências. A fidelidade de Rute ao colher espigas a conduziu ao encontro com Boaz e, eventualmente, à redenção e bênçãos. Em nossa jornada espiritual, nossa fidelidade em seguir a Deus e praticar o bem pode nos levar a encontros divinos e bênçãos espirituais.

A Importância da Proteção Divina

O capítulo 2 também nos mostra a importância da proteção divina em nossa vida. Rute, como estrangeira em Belém, poderia ter enfrentado inúmeras dificuldades e desafios. No entanto, ela encontrou proteção e favor no campo de Boaz. Isso nos lembra que Deus é nosso protetor e provedor, mesmo em terras estranhas e em tempos difíceis.

O Salmo 91 é um exemplo das promessas de proteção de Deus:

“Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo à sombra do Onipotente descansará.” (Salmo 91:1, ACF)

Assim como Rute encontrou refúgio no campo de Boaz, nós também encontramos nosso refúgio em Deus. Ele nos cerca com Sua proteção e nos guia em todos os momentos. Nossa confiança em Deus nos permite enfrentar desafios com coragem, sabendo que Ele está conosco.

A Reação de Noemi e a Esperança Renovada

A conclusão do capítulo 2 traz uma reviravolta emocionante na história de Rute. Quando Noemi ouve sobre o encontro de Rute com Boaz, ela fica cheia de esperança e gratidão. Ela reconhece a providência divina na vida de Rute e a importância de Boaz como kinsman-redeemer:

“E Noemi disse à sua nora: Bem-aventurada seja ele do SENHOR, pois a sua beneficência não tem faltado nem para com os vivos nem para com os mortos.” (Rute 2:20, ACF)

A reação de Noemi reflete a importância de celebrar as bênçãos de Deus em nossas vidas. Ela reconhece que a generosidade de Boaz é um reflexo da benevolência divina. Isso nos lembra que, quando experimentamos a graça de Deus, devemos expressar nossa gratidão e reconhecer que todas as bênçãos vêm d’Ele.

Além disso, essa passagem nos ensina sobre a importância de manter a esperança, mesmo em meio a desafios. Noemi, que havia experimentado grande sofrimento, agora via a possibilidade de redenção e restauração em sua família.

Conclusão: A Graça que Transforma Vidas

O capítulo 2 de Rute é um testemunho notável da graça de Deus que opera de maneira surpreendente em meio às circunstâncias mais difíceis. A graça de Deus, representada pela generosidade de Boaz, é derramada sobre Rute, uma mulher corajosa e humilde. Esta história nos lembra que a graça divina está sempre disponível para aqueles que confiam em Deus e buscam Sua vontade.

Que possamos aprender com Rute, Boaz e Noemi, e que as lições deste capítulo nos inspirem a viver com coragem, humildade e uma profunda confiança na graça de Deus. Assim como Rute encontrou seu redentor em Boaz, nós também encontramos nosso Redentor em Jesus Cristo, que nos concede Sua graça e nos conduz a uma vida transformada.

Share this article

Written by : Ministério Veredas Do IDE

Leave A Comment

Follow us
Latest articles