Efésios 5:33 – O que a bíblia diz sobre casamento e família?

Published On: 9 de outubro de 2021Categories: Estudo Bíblico

Às vezes nos perguntamos diante de tantos concelhos que a bíblia sagrada tem para nos dar. O que a bíblia diz sobre casamento e família? A resposta é que a bíblia fala coisas maravilhosas sobre o casamento e família. Através deste estudo bíblico sobre família poderemos compreender que no casamento e na família o amor verdadeiro deve estar presente.

(Efésios 5:33) No entanto, cada um de vocês também deve amar sua esposa como ama a si mesmo, e a esposa deve respeitar seu marido. 

Família é algo tão interessante, pois através dela podemos ver o grande amor que Deus possui pela família. Deus deixa para nós o modelo de como deveria ser a família e nos fala da sua grandiosidade. A palavra de Deus nos ensina qual é o real valor da família, valores estes que jamais devem ser apagados ou modificados, pois a família é perfeita.

(Gênesis 2:18-24) E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.

Havendo, pois, o Senhor Deus formado da terra, todo o animal do campo, e toda a ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome.

E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo o animal do campo; mas para o homem não se achava ajudadora idônea.

Então o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar;

E da costela que o Senhor Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão.

E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.

Portanto deixará o homem, o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.

É impossível falar de família sem falar de casamento, e é impossível falar de casamento, sem falar de família. Segundo o dicionário designa-se por família o conjunto de pessoas que possuem grau de parentesco ou laços afetivos e vivem na mesma casa formando um lar. Outra coisa que devemos aqui destacar é o pilar da família, que é o amor. Segundo o dicionário o Amor é um sentimento de carinho e demonstração de afeto que se desenvolve entre seres que possuem a capacidade de o demonstrar.

A família deve estar firmada no amor, pois ele é a base central para a existência da família. E a bíblia nos ensina como devemos cuidar de nossa família em todos os sentidos.

CONFIRA O ESTUDO QUE PREPARAMOS PARA VOCÊ! GÊNESIS 1:28 – A FÁMILIA E OS PROPÓSITOS DO CRIADOR

1 Coríntios 13:4-8 – O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.

Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;

Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;

Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;

O amor é sofredor

Quando a bíblia nos diz que o amor é sofredor ela não quer dizer que amar é sofrer, mas pelo contrário ela está a dizer que o amor verdadeiro suporta o sofrimento. O único amor perfeito é o amor de Deus, e é neste amor que devemos tomar como exemplo. Bem sabemos que qualquer casamento e qualquer família, está sujeita a passar por dificuldades, dificuldades essas que geram dores, mas o amor da família permanece intacto. 

A representatividade deste amor “sofredor” está nas juras de casamento onde se é dito: “Prometo estar contigo na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, amando-te, respeitando-te e sendo-te fiel em todos os dias de minha vida, até que a morte nos separe.”

Já reparou que tudo que é dito acima é seguido de “alegrias” mas também de “sofrimentos”? O amor “sofredor” permanece intacto, quando a vida financeira vai bem e intacto quando a vida financeira vai mal, permanece intacto quando estamos empregados, indo aos melhores restaurantes, e permanece  intacto quando um simples bolo se tem a mesma alegria de um restaurante. Pois a vida é como os gráficos da bolsa de valores hoje estamos no verde, amanhã no vermelho, ou seja, o amor “sofredor” ele é discreto na bonança e vivo na escassez.  

O amor é benigno; o amor não é invejoso

Quem ama a Deus deseja ver o bem de seu cônjuge, deseja amar a sua família, e  só deseja e faz o bem. Neste não existem segundas e más intenções por trás do amor benigno . O amor verdadeiro que aqui é descrito, desconhece a inveja. 

A inveja é um sentimento forte e mau, que a pessoa tem de querer possuir o que é dos outros. É um sentimento egoísta por parte de alguém,  toda e qualquer ação que sejam originadas do amor são boas e verdadeiras, e jamais tem como objetivo machucar outra pessoa.

O amor não trata com leviandade, não se ensoberbece

Quem ama, não é insensato, e nem  impulsivo. Quem ama não trata o outro com arrogância, pois o amor trás com ele a mansidão, a paciência e a gentileza.

Não se porta com indecência, não busca os seus interesses

O amor é cauteloso e conhece os limites da decência. Não existe egoísmo no verdadeiro amor, pelo contrário; quem ama se importa com o bem-estar e a felicidade do amado(a) ao invés da sua. 

Não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade

O amor é calmo, é compreensivo e jamais agressivo. O Amor não é ciumento, porque a confiança faz parte da sua “estrutura”. Está sempre pronto a ouvir e entender; não a brigar e condenar. É sempre sincero e justo e busca a sinceridade e a justiça.

Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta

Quando falamos do amor na família estamos falando que haverá dor, haverá dificuldade e haverá espera. Mas também haverá força, haverá paciência e haverá recompensa. 

Quando voltamos ao nosso texto âncora em efésios conseguimos extrair, mais informações sobre o amor dentro da família.

(Efésios 5:33) No entanto, cada um de vocês também deve amar sua esposa como ama a si mesmo, e a esposa deve respeitar seu marido.

No versículo acima temos algo que devemos aqui destacar que é Amor e Respeito. 

Assim como nosso Senhor Jesus Cristo, amou a esposa (Igreja) de tal maneira ao ponto de dar sua vida por ela. Da mesma forma, Deus espera que venhamos a cuidar de nossa esposa, de tal maneira que venhamos se necessário for dar a vida por ela.

Deus coloca o homem como “cabeça da mulher” Essa foi a responsabilidade que Deus designou para o homem, mas podemos aqui descrever Quatro Pilares que devem estar presente na família.

  1. É provisão para as necessidades espirituais e domésticas da família 
  1. O amor, a proteção, a segurança e o Interesse pelo bem-estar dela, da mesma maneira que Cristo ama a igreja terceiro. 
  1. Honra compreensão, apreço e consideração pela esposa.
  1. Lealdade e fidelidade totais na vivência conjugal

Efésios 5:28,29 – Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.

Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja;

Com base nos versículos acima chegamos  a pergunta para nossa reflexão: você se ama? 

E talvez esteja se perguntando, mas porque saber se eu me amo é tão importante para meu casamento ou minha família? A resposta é simples, pois é impossível alguém que não ama a si mesmo amar verdadeiramente outra pessoa. Quem não ama a si mesmo coloca sempre seus desejos em primeiro lugar.

Já reparou que quem não ama a si mesmo, por exemplo, se ela tiver uma vida financeira ruim, não vai incentivar o cônjuge a ter uma vida financeira melhor. Quem não ama a si mesmo, não vai incentivar outro a seguir em frente, pois ele não é capaz de estimular ele mesmo.

Por este motivo é importante que venhamos amar a nós mesmos, para que possamos amar nossa família.

O maior modelo de amor familiar é o de Jesus para com a igreja, amor este que coloca os seus interesses de lado, que se priva de sua glória e conforto, para dar a sua própria vida em favor de sua esposa.

Automaticamente é gerado na esposa, o respeito, o amor pelo esposo, pois a igreja reconhece o ato de amor que seu amado esposo realizou.

Quando nós, independentemente de quantos anos temos de casado, ou quantos filhos temos, paramos e reconhecemos onde nós estamos errando e passamos a agir diferente, o casamento ganha, enfim a família ganha.

Não permita que os defeitos apaguem as qualidades de seu cônjuge e da família.

Existe uma área em nosso cérebro que quando, pensamos algo negativo a respeito do nosso como eu cheguei eu te contar outra coisa sua história aquilo que pensamos precisamente as qualidades aqui nós perguntamos a respeito dos efeitos que três qualidades certamente você terá resposta para todos tanto e você pode na teste as qualidades que você escolheu são três frente aos defeitos que você escolheu os androids o que queremos aqui a simplificar e que as qualidades sempre são superiores aos nossos defeitos, mas quando olhamos apenas para os defeitos somos impedidos de enxergar as qualidades.

Pense em dois defeitos e três qualidades de seu cônjuge.

Quem é maior o 2 ou o 3?

O número três sempre será maior do que o dois, ou seja, às vezes, nos apegamos tanto aos defeitos que somos impedidos de enxergar as qualidades. 

Quando falamos de casamento e de família, sabemos que nem tudo serão apenas rosas, pois os espinhos existem e sempre vão tentar espetar o amor. Como bem sabemos o amor dos contos de fadas, infelizmente, não existe.  O verdadeiro amor que vem do coração de Deus. O original, puro e perfeito em suas imperfeições, o amor real e verdadeiro que Deus criou.

“Bárbara Flores – O amor é como um pequeno barco, para velejar para frente os tripulantes precisam estar remando para a mesma direção e na mesma intensidade. Não adianta só um remar, só um comandar, é preciso que os dois estejam juntos, na mesma frequência, na mesma intensidade, para quando uma onda forte vier conseguirem enfrentá-la sem fazer o barco naufragar. E mesmo se o barco estiver furado, precisam continuar juntos, companheiros, para aprender que é possível nadar juntos. O amor suporta tudo, suporta uma onda, um obstáculo, uma tempestade, e mesmo quando não parece mais dar certo, sempre há uma forma de salvá-lo. É preciso acreditar, esforçar o coração, é preciso remar, re-amar, amar.”

Share this article

Written by : Ministério Veredas Do IDE

Leave A Comment

Follow us
Latest articles