Gênesis 1:28 – A família e os propósitos do criador

Published On: 21 de julho de 2021Categories: Estudo Bíblico

Deus ama a família e com ela tem um propósito. Podemos dizer que o primeiro “casamento” aqui na terra, foi feito pelo próprio Deus.

Após criar o céu e à terra e tudo que nela existe, Deus cria o homem, e o senhor viu que não era bom que o homem vivesse só.

Deus cria uma companheira, uma ajudadora para o homem, a mulher é a ajudadora do homem que estaria ao seu lado para lhe auxiliar.

Jamais poderíamos iniciar este estudo sem falar a respeito do surgimento da família, pois nossos patriarcas foram extremamente importantíssimos na história humana.

Compreendendo o surgimento da família!

Quando observamos os versículos anteriores de Gênesis 1, observamos Deus criando tudo que existe apenas com o poder da sua palavra, dizendo “Haja” e tudo foi tomando forma na terra.

Quando Deus cria o homem, não é liberado uma palavra de criação, mas sim ele faz o ser humano com as suas próprias mãos.

Gênesis 1:26-31 E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.

E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.

E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.

E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento.

E a todo o animal da terra, e a toda a ave dos céus, e a todo o réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde será para mantimento; e assim foi.

E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã, o dia sexto.

Deus começa o desenvolvimento do ser humano, e Ele demonstra um carinho imenso por esse momento, e dá a nós um privilégio que nenhum outro ser recebeu, ser a imagem e semelhança de Deus.

Deus então desenvolveu o ser humano, macho e fêmea, para que eles pudessem procriar e popularizar à terra. Compreendemos que à terra só seria popularizada, ou seja, só nasceria mais seres humanos, por uma relação sexual entre o homem e a mulher.

Na palavra de Deus, os animais tinham seus pares, e apenas o homem estava só.

Deus entende que não era bom que o homem vivesse só, pois o homem precisava de alguém que estivesse lado-a-lado com ele para o auxiliar no seu dia a dia.

Gênesis 2:20-25 E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo o animal do campo; mas para o homem não se achava ajudadora idônea.

Então o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar;

E da costela que o Senhor Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão.

E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.

Portanto deixará o homem, o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.

E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam.

O próprio Deus cria aquela que seria a ajudadora de Adão, o mais interessante é que, para formar a mulher, Deus escolhe uma parte do corpo do homem. Deus escolheu justamente a costela de Adão para criar a mulher.

Então observaremos cientificamente qual é a principal função da costela.

As costelas são estruturas responsáveis pela proteção e estruturação da região torácica. São ossos em forma de semi arco que fazem conexão com um osso central denominado esterno, formando assim uma grande caixa para a proteção de órgãos como os pulmões e rins.

As costelas e os seus músculos são extremamente importantes para a vida humana, pois são responsáveis pela defesa da caixa torácica, por manter a pressão negativa e por permitir a respiração. As costelas protegem o coração, os pulmões e os principais vasos sanguíneos.

Fontes: Info Escola Brainly

E agora perguntamos o porquê Deus escolheu a costela?

Quantas costelas um corpo humano possui? Aprendemos desde pequenos na escola que um ser humano possui 12 pares de costelas segundo a ciência.

Agora vamos para a numerologia bíblica:

O número 12 (doze) na numerologia bíblica significa: perfeição governamental.

Deus naquele momento estava instituindo a primeira família na terra e compreendemos que dentro de uma família existe um governo, regras e obrigações.

E para que uma família seja abençoada é necessário que exista uma perfeição governamental, que só é tomada a existência quando o homem e a mulher andam em comum acordo e pensamento, onde ambos se respeitam e vivem segundo os preceitos de Deus.

A mulher foi criada por Deus para ser a amável companheira do homem e sua ajudadora. Ela é partícipe da responsabilidade do homem e com ela cooperaria no plano de Deus para a vida dele e da família.

Quando o homem deixa seu pai e sua mãe, unindo-se à sua mulher, aquela nova família, demonstra a completude de Deus sobre a família. O número doze referi-se a algo que foi organizado e instituído por Deus.

A família é algo instituído por Deus, e por este motivo o inimigo luta fortemente para destruí-la. Até os dias de hoje a família continua povoando à terra, cumprindo assim o propósito de Deus lá no início onde o homem deveria unir-se à sua esposa e se multiplicassem.

E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: frutificai e multiplicai-vos, e enchei à terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre à terra.

Gênesis 1:28 E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.

Família só prospera se todos estiverem unidos.

Nada pode existir ou permanecer de pé quando não se existe a união. Família é um trabalho que só dá frutos se for realizado em equipe. Não adianta apenas um dos cônjuges ficar com as obrigações e responsabilidades. O cônjuge que não apoia o crescimento do outro, não está impedindo apenas o outro, mas está também impedindo a si-próprio de crescer. Na família ninguém conquista nada só, pois tudo e um esforço realizado em conjunto.

Mateus 12:25 Jesus, porém, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: Todo o reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda a cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá.

Já parou para pensar que quando uma família decide comprar um carro, por exemplo, todos se envolvem. A uma economia financeira, o esposo e a esposa juntam o máximo de valores e ao final tudo dá certo, eles conseguem conquistar o objetivo.

Agora quando não existe apoio na família, um tem uma ideia positiva, mas o outro tem uma ideia negativa, de que não dará certo. Isso gera no ambiente familiar o sentimento de incapacidade e frustração.

Mas como resolver isso?

Na família devemos conseguir perdoar a todo instante, pedir desculpas sempre, e acima de tudo se colocar no lugar do outro sempre. É necessário saber ouvir o outro e saber dialogar, pois, o diálogo é a alma da família.

Como pode alguém viver em um ambiente onde os cônjuges não sabem perdoar? Podemos ter “algumas atitudes” que vão, sim, magoar e entristecer o outro, mas devemos saber liberar o perdão e também reconhecer que erramos.

Efésios 4:26 Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira.

Este é um ótimo versículo que pode ser aplicado à família, pois devemos manter o controle sobre nossas emoções, não permitindo que sejamos controlados pela raiva. A palavra de Deus nos adverte que devemos acalmar a ira antes que o sol se ponha, pois, o sentimento de ira cria oportunidade para o diabo.

Não é vergonha para o homem ou a mulher reconhecer que errou. Vergonha é não reconhecer que somos seres humanos cheios de erros e defeitos.

O amor dentro da família

Este tema arremete a Gálatas 5:14 que diz: “Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.” Família exige que venhamos amá-la como a nós mesmos, superando as falhas, reconhecendo os erros e compreendendo os defeitos.

Não deixamos de nos amar por nossos defeitos, correto? Da mesma forma é a família, pois não podemos deixar de amá-la porque existe um defeito.

Jamais devemos realizar comparações entre nossa família e a família dos outros, pois, cada uma tem a sua peculiaridade, e este tipo de comparações, gera frustrações e desgaste no ambiente familiar.

Aos esposos não está apenas a responsabilidade de ser o provedor para casa e cumpridor de suas obrigações para com sua esposa, mas vai muito além disto.

O homem deve amar e respeitar sua esposa, cuidando dela assim como Jesus em seu magnífico exemplo de esposo, amou sua esposa (igreja) de tal maneira que deu a sua vida por ela.

Qual esposo está disposto a dar sua vida pela sua esposa amada?

Efésios 5:33 Portanto, cada um de vocês também ame a sua mulher como a você mesmo, e a mulher trate o marido com todo o respeito.

Vejamos que a palavra de Deus fala para o marido e também para a esposa, pois a mesma deve tratar seu marido com carinho e respeito. Compreendemos que o amor, não é uma tarefa apenas do esposo ou apenas da esposa, mas sim é uma tarefa de todos. O respeito na família é em todos os sentidos, principalmente quando não estamos próximos a nossos cônjuges.

Toda carga onde apenas uma pessoa carrega, leva a mesma a uma sobrecarga, mas quando o peso é dividido entre as partes, se torna muito mais fácil ir além.

Família — Frases Pensador — David Reuben

Cuidado com as palavras!

No livro de provérbios, podemos encontrar conselhos preciosíssimos para família e bem como para vivermos. Um dos conselhos importantíssimos que Salomão deixa para nós é a respeito do cuidado que devemos ter com as palavras, pois a nossa palavra tem poder, de abençoar e de amaldiçoar.

Provérbios 18:21 A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto.

A partir deste versículo podemos refletir, sobre quais palavras temos proferido sobre a nossa família? Temos proferindo palavras de bênçãos ou de maldições?

Nunca diga essas palavras dentro de sua casa.

Infelizmente, nos dias de hoje, existem ambientes familiares onde as pessoas não sabem o significado das palavras, e o poder que elas podem exercer sobre uma pessoa.

Existem pessoas que agora estão amaldiçoando sua família, sua casa e seus filhos. Por estarem dizendo palavras sem conhecer o seu significado.

Provérbios 12:18Há alguns que falam como que espada penetrante, mas a língua dos sábios é saúde.

  • Desgraça: Condensa escuridão, quebranto e ausência do Divino.
  • Merda: Chama a podridão, a sujidade e as adversidades.
  • Filho da p*: Evoca ódios e desavenças familiares.
  • Maldito: Lança praga e corporifica maldições.
  • Burro/Idiota: Devem ser evitadas principalmente com crianças e filhos.
  • Miserável: Desenha a falta, indigência, pobreza e penúria.
  • Danado: Em sua base significa condenado, sofredor e perambulante, maldito, malévolo, mau, ruim. chamar alguém de “danado” é amaldiçoar a pessoa, por que danado significa “condenado ao inferno”.
  • Moleque: Era um demônio da antiga Mesopotâmia, cujo nome original era Moloque, ao qual eram feitos sacrifícios de crianças. Na África, seu nome foi mudado para moleque, e assim veio para o Brasil.

O ambiente saudável de uma família é aquele em que se aprende dizer: bom dia, boa tarde, boa noite, a tomar a benção aos mais velhos, pedir desculpas, dizer “obrigado” e coisas semelhantes a essas.

Provérbios 22:6 — Pais e filhos uma criação de baixo das bênçãos de Deus

Clique e confira este estudo!

É de extrema importância que venhamos todos os dias abençoar a todos que compõem a nossa família. Lançando sobre eles palavras de bençãos e vitórias. Ensinando a cada um que somos dependentes de Deus, pois sem cuidado Dele nada poderíamos fazer.

Que ao término deste estudo, possamos compreender, que não importa as lutas e adversidades que possamos estar enfrentando no âmbito familiar. Com Deus sendo o centro de nossa casa, podemos transformar a família e fazer dela uma benção.

Primeiro permitia a mudança dentro de você primeiro. Olhe para dentro de você agora e mude, se transforme em uma pessoa melhor, seja um esposo maravilhoso, seja uma esposa maravilhosa, seja um excelente pai, uma excelente mãe, seja um ótimo filho.

Jamais conseguiremos mudar algo, se não somos capazes de mudar a nós mesmos e deixarmos Deus ser o centro da família.

Entenda o privilégio que Deus lhe concedeu, pois, a família que você tem hoje, talvez tenha olhado apenas para os erros e defeitos. Lá fora existem inúmeras pessoas em diversas classes sociais, da menor a mais alta, que daria um tudo para ter uma família como a sua.

Valorize, cuide, ame e deixe Deus ser o centro de sua família. Que Deus possa abençoar a tua vida e a tua família.

Declare como Josué

Eu e a minha casa serviremos ao Senhor! — Josué 24:15

Share this article

Written by : Ministério Veredas Do IDE

Leave A Comment

Follow us
Latest articles